|borboletas-sempre-voltam|

|borboletas-sempre-voltam|

domingo, 2 de outubro de 2011

...

Diante de todo o desespero de olhar pra trás e não ter mais certeza se as escolhas que fiz foram certas, eu ajoelho e rezo. E peço perdão.
Depois de ouvir de alguém que eu tanto amo, o quanto eu fui egoista toda minha vida, enquanto eu achava que fazia tudo pensando nos outros, me bateu a duvida... e essa possivel realidade me doeu como uma faca encravada no peito.
Eu não soube me fazer entender?
E se eu for mesmo o monstro que ele me falou?
Essa duvida me mata, porque apesar de todas as minhas escolhas e suas consequencias, até ontem a certeza de que eu havia sempre feito tudo que pude pelos outros me guiava e me deixava em paz.
Como posso viver em paz agora, se quando pensei ser paz para os outros, eu só estava semeando guerra??