|borboletas-sempre-voltam|

|borboletas-sempre-voltam|

sexta-feira, 22 de abril de 2011

Palavras repetidas...

Sento-me aqui diante de um papel em branco com intuito de escrever qualquer coisa. E eu sei que você sabe tanto quanto eu que eu nunca soube escrever e que tudo o que eu escrevo alem de tolo e feio, são só palavras repetidas. Eu não enfeito pra escrever porque aprendi desde cedo a ver beleza no que é simples e por vezes inútil.
Sorrio sozinha quando você toma de mim esse pedaço de papel semi-rabiscado, recolhe e guarda, temendo que um dia ele desapareça. Fique tranqüilo, nada se perderia caso ele desaparecesse... são só palavras repetidas, pequenos devaneios tolos sem explicação.
Só escrevo para me livrar das memórias porque acho que se não escrevesse, enlouqueceria.
E eu que sempre escrevi pra me salvar, no fundo sei que escrever é a maneira mais simples de morrer. (Embora eu prefira acreditar que esse é o único modo de me manter viva.)

Nenhum comentário:

Postar um comentário