|borboletas-sempre-voltam|

|borboletas-sempre-voltam|

terça-feira, 22 de dezembro de 2009

Uma carta de ADEUS!




"Não era amor. Aquilo era solidão e loucura, podridão e morte. Não era um caso de amor. Amor não tem nada a ver com isso. Ele era um parasita. Ele a matou porque era um parasita. Porque não conseguia viver sozinho. Ele a sugou como um vampiro, até a última gota, para que pudesse exibir ao mundo aquelas flores roxas e amarelas. Aquelas flores imundas. Aquelas flores nojentas. Amor não mata. Não destrói, não é assim. Aquilo era outra coisa. Aquilo é ódio." (Caio F.)




ELE:
- Hoje tentei te ligar e não consegui! Eu sei que não será fácil para você, mas espero que (um dia) você perdoe TUDO o que eu fiz... foi um momento de fraqueza minha – como sempre.Agora, parando pra pensar vi que de novo você tinha razão em tudo o que me disse. Eu sempre fui um nada, nunca fiz nada que prestasse, sempre te travando, sempre fazendo mal pros outros. Você é uma mulher linda, inteligente, batalhadora. Você é a pessoa que eu mais admiro nesse mundo, sempre consegue o que quer. Eu entrei em desespero quando vi que te perdi, você seria a última pessoa no mundo que eu iria prejudicar, mas quantas vezes eu falei isso pra você e te fiz sofrer de novo, né? Deus me deu o maior presente do mundo e eu joguei fora. Burro, burro, burro... como sempre. Eu nunca vou te esquecer, você já faz parte da minha vida, é um pedacinho de mim. Eu vou pro outro lado do mundo e sei que não vou deixar de gostar de você facilmente, nem sei se vou amar uma outra mulher como amei você. Achei que a gente fosse casar um dia... doidera, né? Você nem aproveitou tua vida, só namorou um cara e esse cara te fez tanto mal. Nunca dei o valor que você merecia, nunca te tratei como merecia, mas você é especial, será muito feliz ainda, só estava com o cara errado. Quando eu voltar tenho certeza que já terá conquistado muita coisa boa. Eu to sofrendo muito, mas tenho certeza que Deus está guardando uma coisa muito boa pra mim e aprendi muito com tudo isso. Eu não queria que você se lembrasse de mim assim, do jeito que acabou, queria que se lembrasse daquele tempo que a gente era feliz... eu te carregava nas costas, a gente o tempo todo junto... Desculpa, desculpa, é a única coisa que eu posso te falar agora. Fica com Deus, vai ser feliz, e me perdoe por ter estragado tua vida por 5 anos, até algum dia!

Nenhum comentário:

Postar um comentário